NOTA! Utilizamos cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores

Para cumprir com a nova legislação de privacidade, precisamos de pedir o seu consentimento para continuar a usar cookies. Saber mais

Permitir Cookies

COOKIES

A União Europeia aprovou uma nova directiva no âmbito das cookies em sites Web que foi já transposta para a legislação nacional. A Lei 46/2012,  obriga a solicitar o consentimento dos seus utilizadores antes da instalação de cookies.

O que são cookies?
 
“Cookies” são pequenos ficheiros de texto que um site, ao ser visitado pelo utilizador, coloca no seu computador ou no seu dispositivo móvel através do navegador de internet (browser). A colocação de cookies ajudará o site a reconhecer o seu dispositivo na próxima vez que o utilizador o visita. Os cookies utilizados não recolhem informação que identifica o utilizador.

Os nossos cookies ajudam-nos a:

  • Fazer com que o site funcione como esperado
  • Relembrar as definições
  • Melhorar a velocidade e desempenho do site
  • Fazer melhorias no site contínuamente.

Ver nossa politica de Cookies

O que é o Toner?

O toner é um pó fino que por meio de um processo específico chamado eletrofotografia, permite a reprodução de imagem ou texto.Como pó que é vem acomodado em garrafas ou tubos ou recipientes adequados para substituição.

Há duas categorias principais de pó de toner que são usadas hoje em máquinas impressoras e fotocopiadoras - o toner monocomponente e bi-componente. Há também um terceiro tipo considerado um híbrido dos dois primeiros mencionados e o toner líquido (raramente usado na atualidade).

O Toner mono componente é só o pó (Toner), enquanto que o toner bi-componente é composto pelo toner própriamente dito misturado com uma espécie de "limalha de ferro" a que vulgarmente se chama de developer, starter ou revelador.Normalmente este componente servr de suporte para o Toner, pois é este que vai ser transferido para a fotocópia.

Processo de Fabricação

A matéria-prima é misturada em máquinas especiais, é onde se ajusta a formulação do futuro toner. Por temperatura, a resina derrete e se mistura com o óxido de ferro e o negro de fumo. O material derretido é vertido para formar uma lâmina, onde esfria e endurece. Esta lâmina é quebrada em um processo chamado "CRAKING". O produto resultante são umas partículas chamadas "PELLETS" ou "CHIPS"; estas são levadas a um moinho dotado de uma pressão de atrito muito alta. O pó de toner resultante deste processo vai a uma máquina classificadora, as partículas maiores fora de especificação voltam ao moinho para serem trituradas, as muito finas são levadas a um recipiente e eliminadas do processo.

O tipo de toner a ser usado é determinado por vários fatores: velocidade e qualidade da impressão, característica da impressora, entre outros. A matéria-prima para fabricação do toner é escolhida por suas propriedades eletrofísicas. Convém informar de que actualmente algumas pessoas chamam Toner às "cassetes" ou "cartridges", que colocam na impressora. Este conceito está errado pois quando substituimos o "toner" da impressora estamos a substituir um conjunto de vária peças que constituem o que chamam de "toner", quando deveria ser chamado de Cartridge ou Cartucho.

 

Pedido Toner ou Consumivel